.

.

PAZ MUNDIAL

PAZ MUNDIAL
TODO O PLANETA NECESSITA DA PURA PAZ

C O N V I T E

Convido você querido(a) navegador(a) a visitar um outro altar virtual,

porém encantado, cheio de paz e luz, ao sair que um querubim o(a) acompanhe.

ORAÇÕES & INVOCAÇÕES da CEIÇA

http://oracoeseinvocacoescelestiais.blogspot.com

E se tiver apreciação pela Cultura Cigana, siga o link abaixo:


http://ceicaciganinha.blogspot.com

Com os braços abertos te espero para abraçar teu coração.

Desde já aguardo teu regresso a ambos, seja bem-vindo e fique muito a vontade.

Obrigada.
NAMASTÊ!
C E I Ç A

SEREIA

DANÇA DO VENTRE

ELEVAÇÃO ILUMINADA

ELEVAÇÃO ILUMINADA

MAPA de VISITAS

Passe o mouse no Flash para saber na íntegra de onde é o visitante no momento. Apesar de várias marcações terem desaparecido desde a data que inseri o devido mapa (20/maio/10). Todos sabemos que nada funciona 100%, mas p/mim até o momento este é o mais eficiente. Seja bem-vindo(a) - obrigada pela presença no meu Altar Virtual. Volte sempre. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . OBS.: A cada dia que passa somem + e + marcações de visitas, fui obrigada a lembrar-me do site Netlog agora, rsrsrs (20.06.10). Mas o que é isto ??? o mapa está ficando vazio, como pode ??? Não se pode elogiar. (23.06.10) Cruuuuzes !!! De 29 marcações p/os United States só restam 02, e outras mais se perderam. rsrsrs (30.06.10) OBS.: Pelo que já pude observar, "nenhum mapa é 100%" (uma pena).

Seguidores

A BRUXA

A BRUXA
A BRUXA

ANJA AZUL

ANJA AZUL

SLIDE dos MESTRES ASCENSIONADOS

HISTÓRIA e ORAÇÃO de SÃO JORGE

Salve SÃO JORGE Patacory OGUMNHÊ

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

306 - AS 7 LÁGRIMAS DE UM PRETO VELHO

AS SETE LÁGRIMAS DE UM PRETO VELHO


Num cantinho de um terreiro, sentado num banquinho, fumando o seu cachimbo um triste Preto Velho chorava. De seus olhos molhados, esquisitas lágrimas desciam-lhe pela face e não sei porque contei-as... foram sete.
Na incontida vontade de saber, aproximei-me e interroguei-o:
- Fala meu Preto Velho, diz ao teu filho porque externas assim tão visível dor ?
E ele suavemente respondeu:
- Estás vendo esta multidão que entra e sai ? As lágrimas contadas estão distribuídas a cada uma delas.
A Primeira,
eu dei a estes indiferentes que aqui vem em busca de distração, para saírem ironizando aquilo que suas mentes ofuscadas não podem conceber;

A Segunda,
a esses eternos duvidosos que acreditam, desacreditando, na expectativa de um milagre que os façam alcançar aquilo que seus próprios merecimentos negam;

A Terceira,
distribuí aos maus, aqueles que somente procuram a umbanda em busca de vingança, desejando sempre prejudicar ao semelhante;

A Quarta,
aos frios e calculistas, que sabem que existe uma força espiritual e procuram beneficiar-se dela de qualquer forma, e não conhecem a palavra gratidão;

A Quinta,
chega suave, tem o sorriso, o elogio da flor dos lábios, mas se olharem bem seu semblantes verão escrito: creio na Umbanda, nos teus Caboclos e no teu Zambi, mas somente se resolverem o meu caso ou me curarem disto ou daquilo;

A Sexta,
eu dei aos fúteis, que vão de centro em centro, não acreditando em nada, buscam aconchego, conchavos e seus olhos revelam um interesse diferente;

A Sétima,
filho, notas como foi grande e como deslizou pesada ? Foi a última lágrima, aquela que vive nos olhos de todos os Orixás. Fiz doação dessa aos médiuns vaidosos(as), que só aparecem no Centro em dia de festa e faltam as doutrinas. Esquecem que existem tantos irmãos precisando de caridade e tantas criancinhas precisando de amparo material e espiritual.

Assim, filho meu, foi para esses todos, que vistes cair, uma a uma.

MATTA E SILVA
(Autor)

FONTE:
www.caboclajurema.com.br



NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

305 - ORAÇÃO A CABOCLA JUREMA


ORAÇÃO A CABOCLA JUREMA JUREMA


JUREMA, Linda Cabocla de Pena
Rainha da Macaiá
Ouve o meu Clamor.
JUREMA me livra dos perigos e das maldades
Ô Cabocla, tu que és Rainha da folha
Nunca me deixe em falta
Que o teu bodoque seja sempre certeiro
Contra os que tentarem me destruir.
Jurema caminha comigo, ô Cabocla
E me ajuda nesta jornada da Terra.
Jurema que a sua força,
junto com vosso Pai Caboclo Tupinambá
Me acompanhe hoje e sempre
Em nome de Zambi,
Salve a Cabocla JUREMA!

OKÊ ARÔ, minha Cabocla…


NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS

Taróloga e Terapeuta Holística

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

304 - CALENDÁRIO LUNAR - (JANEIRO)


CALENDÁRIO LUNAR


Esse CALENDÁRIO LUNAR que está abaixo são datas comemorativas de vários Países e Culturas.
Essas datas foram retiradas do Livro Mágico da Lua (D.J. Conway).
Como alguma desses Festivais são baseados em estações do ano e claro pela fase lunar.
Essas datas podem mudar dependendo do Hemisfério que você se encontra.
Um exemplo disso é o Samhain (também conhecido nos dias de hoje como Halloween) é comemorado no dia 31 de outubro, no Brasil (Hemisfério Sul) comemoram nessa mesma data o Beltane, que é comemorado na parte Norte do nosso planeta em 1° de maio.


A LUA CHEIA de JANEIRO
Honrava Ch'ang-O, a deusa chinesa dos quartos de dormir e protetora das crianças.
O Ano na China começa no primeiro dia de Lua Crescente com o Sol em Aquário.
Isto ocorre no período que vai de 21 de Janeiro a no máximo 19 de fevereiro.


A LUA DO LOBO (Janeiro)


1° de JANEIRO
- Celebração das Sete Divindades da Sorte na Japão e da Deusa Fortuna em Roma


2 de JANEIRO
- Nascimento da Deusa Inanna na Antiga Suméria


5-6 de JANEIRO
- Ritual Noturno em honra de Kore; celebrado no Koreion, Alexandria. O quinto dia do primeiro mês marcava o nascimento do deus chinês da riquesa, Tsai Shen ou T`sai-Shen


6 de JANEIRO
- Dia Celta da Deusa Tríplice: Donzela, Mãe, Anciã.


10 de JANEIRO
- Dia de Freya, a Deusa Mãe Nórtica.


12 de JANEIRO
- Besant Pachami, ou Dawat Puja, o Festival de Sarasvati na Índia; ou na Lua Crescente mais próxima. Em Roma, a Compitália, para celebrar os lares, ou deuses dos lares.


18 de JANEIRO
- Teogamia de Hera, festival feminino celebrado todos os aspectos da Deusa


20 de JANEIRO
- Na Bulgária, Baba De, ou Dia da Avó, em honra da deusa Baba Den, ou Bada Yaga, Na China, dia do Deus da Cozinha.


24 de JANEIRO
- Na Hungria, a Bênção da Vela das Mulheres Alegres, cerimônia de purificação honrando a deusa do fogo


27 de JANEIRO
- Paganalia, dia da Mãe Terra em Roma



FONTE:
http://recriarts.tripod.com/calendariolunar.htm

.
.
OBS.:
A imagem inserida pertence ao meu álbum (retirada da net).


NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

303 - ODÚS (3)

ODÚS

Amigos,

Recebemos uma dúvida sobre os Odus, que são os signos do Ifá, o jogo dos Búzios. Como todo signo, ele indica um arquétipo que é muito utilizado, principalmente no Candomblé e cultos de Nação. Segundo as lendas do Candomblé africano, os Odus representam os destinos criados por Olorum, com todas as características da vida cotidiana e baseados no comportamento e temperamento humano. Então os Odus, seriam os arquétipos do destino que regem cada Orixá, que por sua vez, regem cada homem sobre a terra.

São 16 os Odus principais, e as combinações entre eles geram 256 combinações mais específicas. A dúvida de Simone foi sobre três desses 16 principais, mas vou listá-los todos aqui.

1 – OKANRAN MEJI – a disciplina e teimosia
Regente: Exu
Elemento: Fogo
Pessoas com esse ODU são inteligentes, versáteis e passionais, com enorme potencial para a magia. Seu temperamento explosivo faz com que raras vezes atuem com a razão. Têm sorte nos negócios. No amor, extremamente sedutoras, são muito inconstantes e mentem com facilidade. As mulheres têm como ponto vulnerável o útero.

2 – EJIOKO MEJI – a incerteza e a indecisão
Regente: Ogum com influências dos Ibejis e de Obatalá
Elemento: Ar
Pessoas com esse Odu são intuitivas, joviais, sinceras e honestas. Revelam grande combatividade, mas não sabem conviver com derrota. Apesar de volúveis no amor, são muito ciumentas. Devem controlar obstinação e ter cuidado com a vesícula e com o fígado, seus pontos vulneráveis.

3 – ETAOGUNDÁ MEJI – a perseverança e a obstinação
Regente: Obaluaê com influência de Ogum
Elemento: Terra
Pessoas com esse ODU em geral vêem seus esforços recompensados. Costumam vencer na política e conseguem obter grandes lucros nos negócios, particularmente nas atividades agrícolas, mas podem sofrer desilusões no amor e traições dos amigos. Emocionalmente inconstantes, estão propensas a ter problemas espirituais e físicos, embora na maioria dos casos consigam se recuperar com facilidade de qualquer doença. Seus pontos vulneráveis são os rins, as pernas e os braços.


4 – IROSSUN MEJI – a tranqüilidade
Regente: Oxossi com influência de Xangô, Iemanjá, Iansã e Egum.
Elemento: Terra
Pessoas com esse ODU são generosas, sinceras, sensíveis, intuitivas e místicas. Têm grande habilidade manual e podem alcançar sucesso na área de vendas. Entre os aspectos negativos estão a tendência a sofrer traições amorosas e a propensão a acidentes. Muitas vezes são vítimas de calúnias e da perseguição dos seus inimigos. Também precisam cuidar da alimentação, pois seu ponto vulnerável é o estomago.

5 – OXÊ MEJI – a fama
Regente: Oxum com influências de Iemanjá e Omulu
Elemento: Água
Pessoas com esse ODU têm mão de magia, força e proteção espirituais, religiosidade e uma inclinação especial para o misticismo e as ciências ocultas. São ótimos professores e se destacam em qualquer atividade que exija liderança, mas precisam aprender a controlar sua vaidade e seu egocentrismo. Outro aspecto negativo é a tendência a se vingar quando estão com raiva. Seus pontos vulneráveis são o aparelho digestivo e o sistema hormonal.

6 – OBARÁ MEJI – a riqueza e o brilho
Regente: Xangô com influências de Exu, Iansã, Oxossi. Oçanhe e Logunedê
Elemento: Fogo
Pessoas com esse ODU têm grande proteção espiritual e costumam vencer pela força de vontade, especialmente em profissões relacionadas à Justiça. Mas são com freqüência vítimas de calúnias e não têm sorte no amor. Devem aprender a silenciar sobre seus projetos e a determinar por onde começá-los. Seu ponto vulnerável é o sistema linfático.

7 – ODI MEJI – o rancor e a violência
Regente: Obaluaê com influências de Exu, Oxalufam e Oxumarê.
Elemento: Terra
Pessoas com esse ODU são ambiciosas e costumam ser bem sucedidas na sua profissão, mas a indecisão as leva a não concluir muito dos seus projetos. Quando a fé as impulsiona, porém, ultrapassam todas as barreiras. Sonham com o poder e adoram se divertir, às vezes, provocam enormes confusões. Não têm sorte no amor. Seus pontos vulneráveis são os rins, a coluna e as pernas.

8 – EJONILÊ MEJI – a impaciência e a agitação
Regente: Oxaguiã com influências de Xangô, Oxum e Oxossi.
Elemento: Ar
Pessoas com esse ODU são dedicadas e honestas e levam uma vida quase sem sofrimentos. Mas estão sujeitas a acidentes graves. Amam com intensidade e têm amizades sinceras. Quando são repudiadas ou sofrem uma traição, podem se tornar vingativas. Devem evitar o consumo de álcool e de carne vermelha e se vestir de branco nas sextas-feiras. Seu ponto vulnerável é o sistema nervoso central.

9 – OSSÁ MEJI – a desconcentração
Regente: Iemanjá com influências de Xangô, Oçanhe, Oxossi e Iansã.
Elemento: Água
Pessoas com esse ODU são líderes natas, mas seu autoritarismo lhes cria sérios problemas, inclusive conjugais. O instinto protetor e a religiosidade também as caracterizam. Seus pontos vulneráveis são os conflitos psicológicos e, no caso das mulheres, os problemas ginecológicos.

10 – OFUN MEJI – os problemas de saúde
Regente: Oxalufam com influências de Xangô e Oxum
Elemento: Ar
Pessoas com esse ODU são inteligentes, fiéis e honestas, capazes de dedicar atenção total ao seu amor. Têm amigos sinceros e elevada espiritualidade. Em contrapartida, mostram-se muito teimosas e tendem a sofrer perseguições e desilusões amorosas. Seus pontos vulneráveis são o estomago e a pressão arterial.

11 – OWRYN MEJI – a ansiedade
Regente: Iansã com influências de Exu, Oçanhe e Egum.
Elemento: Fogo
Pessoas com esse ODU têm imaginação fértil, boa saúde e vida longa, mas as más influências e a falta de fé as levam a enfrentar dificuldades materiais e a só alcançar o sucesso depois de grandes sacrifícios. São muito volúveis no amor. As mulheres geralmente fracassam no primeiro casamento, mas acabam encontrando a felicidade. Devem evitar a bebida e outros vícios. Seus pontos vulneráveis são a garganta, o sistema reprodutor e o aparelho digestivo.

12 – EJI-LAXEBARÁ – a justiça e o discernimento
Regente: Xangô com influências de Logunedê e Iemanjá
Elemento: Fogo
Pessoas com esse ODU têm o dom de convencer os outros. Dotadas de grandes qualidades espirituais, são bondosas, justas e prestativas, embora às vezes se mostrem arrogantes. Apaixonam-se com facilidade e são muito ciumentas. Devem evitar bebida e podem ter problemas judiciais ou relacionados à perda de bens. Seu ponto vulnerável é a circulação sanguínea.

13 – EJIOLIGIBAN MEJI – a tranqüilidade e a concentração
Regente: Nanã com influência de Obaluaê
Elemento: Terra
Pessoas com esse ODU aceitam com resignação os sofrimentos físicos, emocionais e espirituais, conscientes de que todas as situações da vida são transitórias. Além disso, sua profunda fé termina por lhes assegurar vitória. Não têm muita sorte no amor. Dotadas de mão de cura, se destacam nos serviços médicos e de assistência psicológica e nas terapias alternativas. Seus pontos vulneráveis são o baço e o pâncreas.

14 – IKÁ MEJI – o conhecimento e a sabedoria
Regente: Oxumarê com influências de Oçanhe e Nanã
Elemento: Água
Belas e sensuais, as pessoas com esse ODU têm aparência juvenil e forte poder de sedução. Vivem paixões arrebatadoras, mas passageiras e estão sempre em busca de novos amores. Possuem talento para a magia e enorme força espiritual, que se manifesta através do olhar. Enriquecem com facilidade e se destacam na vida profissional e social, mas são desconfiadas e propensas a ter conflitos psíquicos. Seu ponto vulnerável são as articulações que podem lhes causar problemas de locomoção.

15 – OGBEOGUNDÁ MEJI – o discernimento total
Regente: Oba com influências de Eua
Elemento: Água
Pessoas com esse ODU são valorosas, combativas e imparciais, mas costuma sofrer desilusões amorosas, o que acentua sua agressividade e seu sentimento de rejeição. Têm saúde frágil: estão sujeitas a problemas nos olhos, ouvidos e pernas e a distúrbios do sistema neurovegetativo.

16 – ALÁFIA ONAN – a paz
Regente: Ifá
Elemento: Ar
Calmas, racionais e espiritualizadas, as pessoas com esse ODU têm domínio sobre suas paixões. São excelentes nas áreas de vendas e de artesanato, mas desistem facilmente dos seus projetos e perdem o interesse por aquilo que já conquistaram. Estão sujeitas a problemas cardiovasculares, psíquicos e de visão.

Os ODÚS e os Elementos:

TERRA
Irosun, Egi Laxeborá, Iká Ori e Obará.
Representam o caminho da tranqüilidade e da riqueza.

ÁGUA
Egi Okô, Ossá, Egi Ologbon e Oxé.
Representam o caminho da dúvida ao triunfo.

AR
Onilé, Ofun, Obé Ogundá e Aláfia.
Representam o caminho da indecisão até a paz.

FOGO
Okaran, Odi, Owanrin e Eta Ogundá.
Representam o caminho da insubordinação até a guerra.

Pequena Lenda de Ifá:
Diz-se que, nos primórdios dos tempos, não existia separação entre o céu e a terra (Orum-Aiyé) e que havia uma convivência íntima entre os orixás e os seres humanos; todos podiam ir ao Orum e voltar quando desejassem. Porém certo dia, o homem desonrou seu compromisso com Olorum, pecou contra o supremo ao tocar o que não podia ser tocado ou comer o que não podia ser comido. E assim, o mesmo dividiu o céu e a terra. O privilégio da livre comunicação desapareceu em troca das diferentes formas oraculares estabelecidas e legadas por Orunmilá. Odus (signos de ifã), são presságios, destinos, predestinação. Os Odus são inteligências siderais que participaram da criação do universo; cada pessoa traz um Odu de origem e cada orixá é governado por um ou mais Odus. Cada Odu possui um nome e características próprias e dividem-se em “caminhos” denominados “Ese” onde está atado a um sem-número de mitos conhecidos como itàn ifá.

Para Saber Mais:
PRANDI, Reginaldo – Ifá, o Advinho. Companhia das Letras
ONIDAJO, Omiran – Leitura da sorte na Umbanda e no Candomblé. PallasEditora
PRANDI, Reginaldo – Café Filosófico – Agir pela advinhação: O Jogo de Ifá. Log On/Culturamarcas

FONTE:
http://www.artefolk.com.br/

.
.



NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

302 - ODÚS (2)

ODÙS


OLÓÒRUN, o Deus todo poderoso, criou 16 ODÙS principais, 16 destinos possíveis. Cada um dêles desdobrou-se em 16, chamados OMO-ODÙ, totalizando 256 ODÙS. Os principais vão deliniar situação, objetivo, virtude e defeito. Êles foram criados para dar corpo aos adjetivos bom, mau, feio, bonito, forte, fraco, triste, alegre e assim por diante, influenciando no comportamento de tudo que tem vida. Cada um dêles tem uma explicação definida:

1 - OKANRAN - a insubordinação

2 - EJI-OKÓ - a dúvida

3 - ETÁ-OGUNDÁ- a obstinação

4 - IROSUN - a calma

5 - OXÉ - o brilho

6 - OBARÁ - a riqueza

7 - ODI - a violência

8 - EJI-ONÍLE - a intranquilidade

9 - OSSÁ - a alienação

10 - OFUN - a doença

11 - OWANRIN - a pressa

12 - EJI-LAXEBORÁ - a justiça

13 - EJI-OLOGBON - a meditação

14 - IKÁ-ORI - a sabedoria

15 - OGBÉ-OGUNDA - o discernimento

16 - ALAFIA - a paz.


OLÓÒRUN ao criar os 16 destinos possíveis, objetivou proporcionar personalidade a tudo que êle deu vida.

Criou a terra, a água, o ar e o fogo, os quatro elementos da natureza. Os elementos provenientes destes quatro elementos, formam as demais coisas vivas.

Cada elemento principal esta ligado a quatro ODÙS, que estão assim distribuidos:

- Terra: IROSUN, OBARÁ, EJI-LAXEBORÁ e IKA-ORI;

- Água: EJI-OKÓ, OXÉ, OSSÁ e EJI-OLOGBON;

- Ar: EJIÓNÍLE, OFUN, OGBÉ-OGUNDa e ALAFIA;

- Fogo: OKANRAN, ETÁ-OGUNDÁ, ODI e OWANRIN.


Cada ODÙ com seus objetivos, criaram seus filhos, OMO-ODÙ, 16 para cada um dos 16 principais, o que resulta dizer: 16 caminhos para os 16 destinos criados.

Os seres humanos são regidos por três ODÙS: ORI-ODÙ, o que rege a cabeça, OTU-ODÙ, o do lado direito e OSSI-ODÙ, o do lado esquerdo. Também sofremos influência dos ODÙS-PARIDORES, ODÙS do nascimento. São êles que vão definir nossa vida mostrando o caráter, saúde, sorte, etc..


FONTE:
http://kasange.vilabol.uol.com.br/odus.html

.
.



NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

301 - 06 de JANEIRO - "ODÚ OBARÁ"

ODÚ OBARÁ


XANGÔ BARÚ com influencia em EXÚ, LOGUM EDÉ, OXÓSSI e OYÁ.
Este Odú está associado aos Orixás da riqueza, do movimento, da prosperidade, principalmente no fator material. BARÚ como está ligado ao elemento fogo, a vida e ao movimento, é o principal Orixá a falar neste Odú; tendo Exu como seu mensageiro tudo acaba acontecendo mais rápido. Mas é o Odú que enriquece por causa do desprezo dos outros.
Conta um antigo Babalorixá de Xangô que este Odú nada tinha a oferecer aos seus familiares, toda vez que procurava os outros Odús era desprezado, procurou um Babalawô para saber o que poderia fazer para acabar com a pobreza e a miséria, pois não suportava mais comer migalhas e se sentia derrotado.
O Babalawô disse que ele só ia ter fartura no momento em que ele parasse de fazer as coisas com mesquinharia, que ele deveria fazer durante 06 dias uma mesa com todo o tipo de fartura, às 06hs da manhã e que convidasse todas as pessoas que o desprezava para comer de suas farturas.
O 1º dia ele arriou uma mesa e convidou todos os nobres da vizinhança; cada um deles vinha com sinal de deboche e trazia uma abóbora como desprezo, pois a família de OBARÁ não poderia jamais comer abóbora; por este motivo os nobres continuavam levando todos os dias para a casa de OBARÁ uma abóbora. Todos os dias eles conversavam e riam de OBARÁ, cochichavam dizendo:
- “Quero ver o que ele vai comer quando acabar a comida!”.
E assim seguiam dizendo:
- “Terá que comer abóbora”.
Finalmente no 6º dia OBARÁ já não tinha mais dinheiro, juntou todas as migalhas de casa para dar a última parte da oferenda, o dia amanheceu e a hora foi passando, a fome foi apertando.
OBARÁ não tinha saída e teve que abrir as abóboras para alimentar-se.
Ao abrir a 1ª abóbora deparou-se com vários diamantes, moedas, riqueza das quais o valor era incalculável, OBARÁ não conseguiu entender.
Comprou fazendas, cavalos, construiu palácios, comprou muitos escravos e a partir do dia 06 de Janeiro daquele ano, OBARÁ passou a ser o Odú de maior riqueza e popularidade. Por este motivo, toda vez que Obará responder em nosso jogo, devemos ofertar o melhor que temos, pois ele sempre paga em dobro.
O dia da semana deste Odú é a quarta-feira, as cores são o vermelho e o branco; amante de todas as coisas que tem brilho e valor como: coroas, ouro, notas de dólar são apreciadas por ele.


PERFIL:
As pessoas regidas por OBARÁ, possuem grandes idéias e passam boa parte de sua vida tentando realizá-las e dificilmente encontram meios de como começar. Algumas vezes, ou na maioria, fracassam por não pedirem ajuda, porém todo o sofrimento não é duradouro, possuem espírito de luta e não se entregam facilmente. São batalhadoras e possuem o privilégio de muita proteção espiritual.

FONTE:
http://ibualama.blogspot.com/

.
.



NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

300 - 6 de JANEIRO (DIA de REIS)

6 de JANEIRO


Das figuras bíblicas mais intimamente ligadas à tradição religiosa do povo destacam-se os REIS MAGOS, ou melhor, os SANTOS REIS uma vez que a hagiologia romana considera-os bem aventurados.

O simbolismo dos REIS MAGOS é amplo e emprestam-lhes os exegetas as mais diversas interpretações. Estão ligados intimamente às festas do Natal e deles nasceu, praticamente, a tradição do Papai Noel, pois os presentes dados nessa ocasião reproduzem que os magos do Oriente, depois de cumprida a rota que lhes indicava a estrela de Belém, prestaram a Jesus na gruta onde ele nascera.


REIS MAGOS - As referências bíblicas são vagas e o episódio quase passa despercebido dos evangelistas, mas as contribuições da tradição patriática são muitas e, como elas têm força de fé e verdade, nelas devemos buscar grande parte das coisas que se contam dos santos Belchior, Gaspar e Baltazar já referidos pelos profetas do Velho Testamento, que vaticinavam a homenagem dos Reis ao humilde filho de Davi que deveria nascer em Belém.

De onde vieram e o que buscavam, pouca gente sabe. Vinham do Oriente e Baltazar, o mago negro talvez viesse de Sabá (terra misteriosa que seria o sul da Península Arábica ou, como querem os etíopes, a Abissínia). Simbolizam também as três unicas raças bíblicas, isso é, os semitas, jafetitas e camitas. Uma homenagem, pois, de todos os homens da Terra ao Rei dos Reis.

Eram magos, isto é, astrólogos e não feiticeiros. Naquele tempo a palavra mago tinha esse sentido, confundindo-se também com os termos sábio e filósofo.

Eles prescrutavam o firmamento e sentiram-se chocados com a presença de um novo astro e, cada um deles, deixando suas terras depois de consultar seus pergaminhos e papiros cheios de palavras mágicas e fórmulas secretas, teve a revelação de que havia nascido o novo Rei de Judá e, que ele, como soberano, deveria, também, prestar seu preito ao menino que seria o monarca de todos os povos, embora o seu Reino não fosse deste mundo.

O SIMBOLISMO DOS PRESENTES

Conta ainda a tradição que, ao chegar a Canaã, indagaram os Magos onde havia nascido o novo Rei de Judá. Essa pergunta preocupou Herodes, que hoje seria considerado um quisting a serviço dos romanos, e que reinava na Judéia.

Os representantes do Império preocupavam-se com o aparecimento de um novo lider do povo de Israel. A revolta dos macabeus ainda não fora esquecida e o povo oprimido esperava, ansioso, pela vinda do Messias que iria libertar o Povo de Deus e cumprir a palavra do salmista: "Disse o Senhor ao meu Senhor senta-te à minha direita até que ponho os teus amigos como escarbelo aos teus pés".

Os magos procuram conforme conselho de Herodes o novo Rei para render-lhe homenagem e para informar o representante romano do lugar onde nascera o Messias a fim de, com falso preito, sequestrá-lo.

No presépio encontramos apenas os animais e os pastores e, inspirados pelo Espírito Santo, curvaram-se diante do filho do carpinteiro de Nazaré e depositaram, ao pé da mangedoura que lhe servia de berço, os presentes: ouro, incenso e mirra, isto é prendas que simbolizavam a realeza, a divindade e a imortalidade do novo Rei, e grão de areia que cresceria e derrubaria o ídolo de pés de barro (simbolo das grandes potências que se sucederam no domínio do mundo), do sonho de Nabucodonosor decifrado pelo profeta Daniel.

SÍMBOLOS DA HUMILDADE

Na tradição cristã os três REIS MAGOS simbolizavam os poderosos que deveriam curvar-se diante dos humildes na repetição real do canto da Virgem Maria à sua prima Isabel, e "Magnificat", pois sua alma rejubilava-se no Senhor, que exaltaria os pequenos de Israel e humilharia os poderosos.

A igreja cultua os Reis Magos dentro desse simbolismo. Representam os tronos, os potentados, os senhores da Terra que se curvara diante de Cristo, reconhecendo-lhe a divina realeza. É a busca dos poderosos que vêem em Belchior, Gaspar e Baltazar o exemplo de submissão aos designios de Deus e que devem, como os magos, despojar-se de seus bens e depositá-los aos pés dos demais seres humanos, partilhando sua fortuna como dignos despenseiros de Deus.

Os presentes de Natal também têm esse sentido. São as ofertas dos adultos à criança que com a sua pureza representa Jesus. Alguns, dão a essas festas um sentido mitológico pagão, buscando nas cerimônias dos druidas, dos germânicos ou saturnais romanas a pompa das festas natalinas que culminam com a Epifania.

A BIFANA

A palavra epifania, usada também como nome de mulher, deu origem a uma corruptela dialetal do sul da Itália, levada depois a Portugal e Espanha, a Bifana. A Bifana, segundo a lenda, era uma velha que, no Dia de Reis , saía pelas ruas da cidades a entregar presentes aos meninos que tivessem sido bons durante o ano que findara. Estava intimamente ligada às tradições dos povos mediterrâneos e mais próxima do significado litúrgico das festas natalícias.

Os presentes eram somente dados no dia 6 de janeiro e nunca antes. Tanto assim é, que nós mesmos, no Brasil, na nossa infância, recebíamos os presentes nesse dia. Depois, com a influência francesa e inglesa em nossas tradições a Epifania ou Bifana foi substituída pelo Papai Noel, a quem muitos estudiosos atribuem uma origem pagã e outros, para disfarçar o sentido comercial da sua presença no dia de Natal, confundem com São Nicolau.

Hoje, os SANTOS REIS já não são lembrados. O presépio praticamente não existe e só neles é que podemos ver os Magos de Oriente apresentados. A árvore de Natal, pinheiro que os druidas e os feutos enfeitavam para agradar o terrível deus do inverno Hell, substituíria a representação do nascimento de Jesus, introduzida no costume dos povos por São Francisco de Assis.

A festa da Epifania, dia de guarda no calendário litúrgico, já não mais é respeitada e com ela desaparecerem outras tradições da nossa gente, trazidas da Peninsula Ibérica pelos nossos antepassados, como a folia de Reis, Reizados e tantos outros autos folclóricos, cultuados em poucas regiões do país.

GIMENEZ, ARMANDO

"REIS MAGOS, santos esquecidos dentro das tradições do Natal". Diário de São Paulo, São Paulo, 5 de janeiro 1958

FONTE:
http://www.portalsaofrancisco.com.br/

.
.


NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística


299 - 5 de JANEIRO (Dia dos GÊNIOS DA HUMANIDADE)

CEIÇA  (Gênio da Humanidade - 19/Março - Elemento ÉTER)


DIVINDADES


Ao analisar a tabela de anjos, algumas pessoas poderão notar que não há guardiões específicos para cinco datas especiais: 5 de JANEIRO, 19 de MARÇO, 31 de MAIO, 12 de AGOSTO e 24 de OUTUBRO. Esses são os únicos dias do ano que não contam com a proteção de um determinado anjo. Mas por quê? O que significa isso?
Veja as respostas para essas perguntas e entenda o que são os GÊNIOS DA HUMANIDADE.


HISTÓRIA

Existem 72 Anjos de Guardas, cada um governando cinco dias. Multiplicando esses números chegamos ao total de 360 dias. Como o ano é formado por 365 dias, ficaram desprovidos de um anjo guardião, portanto, cinco dias. Porém, esses dias foram consagrados a divindades egípcias.
A origem disso é muito antiga. Por volta de 1600 a.C., Abraão e o povo hebreu, fugindo de um período de fome e escassez, saíram de Canaã e foram para o Egito. Lá, acabaram se tornando escravos. Foi nessa época que os conhecimentos que eles tinham sobre anjos foram associados com os deuses egípcios.


LIVRE ESCOLHA

As pessoas que nascem nesses cinco dias especiais são regidas pelos GÊNIOS DA HUMANIDADE. Isso não significa que elas tenham uma inteligência muito acima da média, que sejam super-dotadas de poderes, mas com certeza possuem uma mente brilhante, pois são tidas como "Divindades Cármicas."
Mas os estudiosos advertem que as pessoas que nascem nesses dias nunca devem se submeter a nada que não esteja de acordo com seu senso moral, que é bastante elevado. Eles explicam que a alma dessas pessoas é antiga(vem de outras encarnações) e, por isso, devem combater a ignorância e agir contra qualquer ato de impureza.

PERSONALIDADE

Conheça o jeito de ser de quem nasce nesses dias especiais e as divindades egípcias que os protegem:

5 de JANEIRO

Esta pessoa pode ser considerada amiga para todas as horas, porque possui uma personalidade paciente, sabe ouvir e entender os demais. Além disso, a fidelidade é uma de suas marcantes características. Jamais vai trair a confiança de um amigo. Ainda, possui conhecimento e sensatez, tornando-se uma boa conselheira para as horas mais difíceis. Dona de uma grande inteligência, se tornará brilhante e alcançará o sucesso caso se empenhe profundamente naquilo que quer. Possui facilidade para emitir suas opniões e consciência justa, mesmo quando está em posição elevada, exercendo poder sobre os demais. Tem proteção do Deus Egípcio Anubis, que é tido como guardião do mundo.


FONTE:
http://reocities.com/Athens/1830/page14.html

.
OBS.:
Para melhor compreensão sugiro ler a postagem nº 488.


CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

298 - SRa. MARIA PADILHA

MARIA PADILHA


Nome que significa Rainha do Fogo, MARIA PADILHA já teve várias encarnações na Terra, e a última delas foi em Ilhéus na Bahia. Nesta sua última encarnação, ela era uma espanhola que veio para o Brasil morar em Ilhéus na Bahia e foi morta na porta de um cabaré. Todos os homens que ela teve, em cada uma das encarnações, num total de sete, estão com ela na espiritualidade.

Entre mitos mais variantes que revelam alguma qualidade a característica especial desta mulher, o que servirá nos terreiros como apoio é o segundo nome que acompanhará o primeiro. Recebe outros apoios que alguns podem pensar que se trata de outra Pombagira, mas na realidade é ela: "Rainha dos Infernos", "Rainha do Candomblé", "Rainha das Marias", "Rainha das Facas", "Mulher de Lucifer", "Rainha da Malandragem", "Rainha dos Ciganos", etc. Em cada lugar lhe dão diferentes sobrenomes, que na realidade busca elogiar a entidade e transmitir uma maior intimidade.

Pomba Gira MARIA PADILHA é conhecida por sua eficiência e rapidez, e está entre as mais populares das Pombagiras. Às vezes ela é chamada de "rainha sem coroa", e isso certamente se refere à Maria histórica, que era a rainha do coração de D. Pedro, mas negou que as suas propostas repetidas para o casamento,preferindo a sua independência durante sua estada na corte. Este também descreve um certo tipo de mulher, aquele que exige respeito, e cujo comportamento é real, mesmo se ela é pobre ou da classe trabalhadora. Maria também é um exemplo perfeito de como "espíritos novos" nascem: lendas cresceram em torno da mulher real, que tinha uma reputação de feiticeira, e dentro de cem anos, as bruxas em Espanha e Portugal estavam usando seu nome e chamando seu espírito para ajudar los em suas magias.

Tem predileção - igual ao seu principal marido, Rei das 7 Liras (Lúcifer) - pelas navalhas e armas brancas em geral, especialmente aquelas que são afiadas e pequenas, onde se deve ter muita agilidade para não ser cortado. Como toda pomba gira, possui numerosos amantes ou parceiros, com os quais pode "adjuntar-se" ou "trabalhar", sendo essa parceira que protegerá a determinada pessoa.

Cabe esclarecer que nem sempre se formam os mesmos parceiros, pois os mesmos dependeram da morada onde trabalhe a Pomba Gira e o que indique o ponto riscado ou firma espiritual. Apresenta-se sob a aparência de uma formosa mulher, de longos cabelos negros, pele morena (as vezes mais clara e as vezes mais escura), sua idade e físico variam também de acordo com o tipo de caminho ou passagem desta Pomba Gira, pois existem passagens jovens e velhas, sendo igualmente atrativas em qualquer de suas passagens, isto ocorre com todos os Exús de quimbanda, não importando a idade que apresentem, pois tem o dom da sedução.

Ela gosta de luxo, dos homens, de dinheiro, das jóias, da boa vida, dos jogos de azar, de baile e da música. É uma grande bailarina, cujos movimentos podem incluir passos das ciganas em alguns momentos, mexendo sensualmente seus braços, como quem desfruta plenamente de seduzir com o corpo em movimento. Seu porte é altivo, orgulhoso, magestoso, possui características das mulheres que não tem medo de nada. É muito requisitada para atrair amantes, abrir os caminhos, amarrar parceiras, mas principalmente é muito temida por sua frieza e seu implacavel poder na questão de demandas. Algumas das principais Pomba Giras que estão dentro de sua falange, abaixo de sua ordem são:



■Maria Molambo
■Maria Quitéria
■Maria Lixeira
■Maria Mirongueira
■Maria das Almas
■Maria da Praia
■Maria Cigana
■Maria Tunica
■Maria Rosa
■Maria Colodina
■Maria Farrapos
■Maria Alagoana
■Maria Bahiana
■Maria Navalha
Todas com características bastante similares, as quais as vezes podem inclusive ser confundidas por quem não tem muita experiência.


CAMINHOS

■Maria Padilha dos Sete Cruzeiros da Calunga
■Maria Padilha Rainha das 7 Encruzilhadas;
■Maria Padilha Rainha dos Infernos;
■Maria Padilha Rainha das Almas;
■Maria Padilha das Portas do Cabaré;
■Maria Padilha Rainha das 7 facas ( 7 navalhas);
■Maria Padilha Rainha da Figueira.
Características

■Bebida : Champanhe, Licor de aniz, Martini, Campari, Mel
■Ebôs : Pata preta, pomba preta, cabra preta, levando fubá de milho e azeite de dendê.
■Fuma : cigarros, cigarrilhas
■Guia : Sua guia geralmente é contas pretas e vermelhas, O preto representando as trevas, o vermelho a guerra, algumas quando cruzadas nas almas, tem suas guias com contas brancas, sendo as mesmas enfiadas de três em três ou de sete em sete
■Lugar : Recebe os presentes, despachos e feitiços na Calunga (Cruzeiro do Cemitério), nas encruzilhadas em formas de T, ou X( dependendo a escolha do lugar, a vontade da entidade)
■Ornamentos : jóias, cosméticos, espelhos
■Rosas : Rosas vermelhas abertas (nunca botões) em número impar, cravos e palmas vermelhas
■Simbolos : pássaro, o tridente,a lua, o sol a chave e o coração.
■Vela : de acordo com as cores de suas guias quando trabalham,podendo ser pretas e vermelhas, todas vermelhas e em certos casos, pretas e brancas, ou ainda, todas brancas

FONTE:
http://www.maze.kinghost.net/

.
.

OBS.:
As imagens inseridas pertencem ao meu álbum (retiradas da net).

NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

297 - EXÚS & POMBA-GIRAS

EXÚS E POMBA-GIRAS


EXÚS


Estes espíritos optaram por prosseguir sua evolução espiritual através da prática da caridade, incorporando nos terreiros de Umbanda. São muito amigos, quando tratados com respeito e carinho, são desconfiados mas gostam de ser presenteados e sempre lembrados. Estes espíritos, assim como os Preto-velhos, crianças e caboclos, são servidores dos Orixás.

Apesar das imagens de EXÚS, fazerem referência ao “Diabo” medieval (herança do Sincretismo religioso), eles não devem ser associados a prática do “Mal”, pois como são servidores dos Orixás, todos tem funções específicas e seguem as ordens de seus “patrões”. Dentre várias, duas das principais funções dos Exus são: a abertura dos caminhos e a proteção de terreiros e médiuns contra espíritos perturbadores durante a gira ou obrigações.

Desta forma estes espíritos não trabalham somente durante a “gira de Exus” dando consultas, onde resolvem problemas de emprego, pessoal, demanda e etc. de seus consulentes. Mas também durante as outras giras (Caboclos, Preto-velhos, Crianças e Orixás), protegendo o terreiro e os médiuns, para que a caridade possa ser praticada.

(DONA 7 SAIAS)

POMBA - GIRAS

As POMBA-GIRAS são grandes magas e conhecedoras das fraquezas humanas. São, como qualquer exu, executoras da Lei e do Karma.



Elas, ao se manifestarem, carregam em si, grande energia sensual, não significa que elas sejam desequilibradas, mas sim que elas recorrem a este expediente para “descarregar” o ambiente deste tipo de energia negativa.

São espíritos alegres e gostam de conversar sobre a vida. São astutas, pois conhecem a maioria das más intenções.


CLASSIFICAÇÃO DOS EXÚS

Classificação Moral (Bem ou Mal): Exú Pagão ou Exú Batizado?
Alguns espíritos, que usam indevidamente o nome de Exu, procuram realizar trabalhos de magia dirigida contra os encarnados. Na realidade, quem está agindo é um espírito atrasado. É justamente contra as influências maléficas, o pensamento doentio desses feiticeiros improvisados, que entra em ação o verdadeiro Exu, atraindo os obsessores, cegos ainda, e procurando óa-los para suas falanges que trabalham visando a própria evolução.

O chamado “Exú Pagão” é tido como o marginal da espiritualidade, aquele sem luz, sem conhecimento da evolução, trabalhando na magia para o mal, embora possa ser despertado para evoluir de condição.

Já o Exu Batizado, é uma alma humana já sensibilizada pelo bem, evoluindo e, trabalhando para o bem, dentro do reino da Quimbanda, por ser força que ainda se ajusta ao meio, nele podendo intervir, como um policial que penetra nos reinos da marginalidade.

Não se deve, entretanto, confundir um verdadeiro Exú com um espíritos zombeteiros, mistificadores, obsessores ou perturbadores, que recebem a denominação de Kiumbas e que, às vezes, tentam mistificar, iludindo os presentes, usando nomes de “Guias”.

Para evitar essa confusão, não damos aos chamados “Exus Pagões” a denominação de “Exu”, classificando-os apenas como Kiumbas. E reservamos para os ditos “Exus Batizados” a denominação de “Exu”.


Classificação Pelos Pontos de Vibração dos Exus

EXÚS DA CALUNGA:

São Exus que, em sua maioria, servem à Obaluaiê. Durante as consultas são sérios, reservados e discretos, podem eventualmente trabalhar dando passes de limpeza (descarregando) o consulente. Alguns não dão consulta, se apresentando somente em obrigações, trabalhos e descarregos.

EXÚS DA ENCRUZILHADA:

São Exus que servem a Orixás diversos. Não são brincalhões como os Exus da estrada, mas também não são tão fechados como os do cemitério. Gostam de dar consulta e também participam em obrigações, trabalhos e descarregos. Alguns deles se aproximam muito (em suas características) dos Exus do cemitério, enquanto outros se aproximam mais dos Exus da estrada.

EXÚS DA ESTRADA:

São os mais “brincalhões”. Suas consultas são sempre recheadas de boas gargalhadas, porém é bom lembrar que como em qualquer consulta com um guia incorporado, o respeito deve ser mantido e sendo assim estas “brincadeiras” devem partir SEMPRE do guia e nunca do consulente. São os guias que mais dão consultas em uma gira de Exu, se movimentam muito e também falam bastante, alguns chegam a dar consulta a várias pessoas ao mesmo tempo.


FONTE:
http://caminhosdearuanda.vilabol.uol.com.br/
.
.

OBS.:
As imagens inseridas pertencem ao meu álbum (retiradas da net).


NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

296 - CABOCLOS

CABOCLOS



Os Caboclos, na Umbanda, são entidades que se apresentam como indígenas e incorporam no Candomblé de Caboclo.
As entidades denominadas de Caboclos que apresentam-se nos terreiros de Umbanda são espíritos com um grau espiritual muito elevado, existem diversas linhas de atuação que um caboclo pode se apresentar diante seu médium. Linha refire-se as essências da hierarquia de DEUS, os Sagrados Orixás. Se muito evoluidos diante os ditames de DEUS, em sua prática efetiva da benevolência Divina, podem, inclusive, atuar sob a outorga de mais de um Orixá Essêncial, ou seja, apresentando-se como um Caboclo de Oxóssi, Ogum e Xangô ao mesmo tempo, atuante nas três vibrações ou mais.
Na Umbanda a linha de Caboclo e a linha de Preto Velho, são as únicas fundamentalmente capacitadas, diante seu grau de evolução, apresentar-se como mentores de um médium, ou seja, são as únicas entidades que podem responder diretamente ao (Orixá de Cabeça) de um médium, sem desequilibrar a vida disciplinar dele.
O Caboclo acessa um Exú, mesmo Exú de Lei, se não acessa é devido seu grau de ascensão espiritual, em todas as linhas de Umbanda, os caboclos são hierarquicamente organizados, existindo chefes de falange e subordinados, são muito espertos e rápidos quando o assunto é doença e para a cura com ervas, pois conhecem profundamente muitos tipos de folha sagrada, sabem para que elas servem e como devem ser usadas, tornando-se uma gira que traz muita bondade, paz, tranquilidade e principalmente amor.


ALGUNS CABOCLOS NA UMBANDA

Cabocla Araci
Cabocla Brava Cabocla
Cabocla Caçadora
Cabocla Diana da Mata
Cabocla Estrela de Cristal
Cabocla Guaraciara
Cabocla Indaiá
Cabocla Iracema Flecheira
Cabocla Itapotira
Cabocla Jacira
Cabocla Jandira
Cabocla Jandira Flecheira
Cabocla Jarina
Cabocla Jupiara
Cabocla Jupira
Cabocla Jurema
Cabocla Jurema do Rio
Cabocla Jurema Flecheira
Cabocla Juremera
Cabocla Jussara
Cabocla Mariana
Caboclinha da Mata
Caboclo Águia azul
Caboclo Águia Branca
Caboclo Águia da Mata
Caboclo Aimoré Caboclo
Caboclo Arapongas
Caboclo Araraguara
Caboclo Araribóia
Caboclo Araúna
Caboclo Arranca Toco
Caboclo Arruda
Caboclo Beira Mar
Caboclo Boiadeiro
Caboclo Bororó
Caboclo Brogotá
Caboclo Caçador
Caboclo Caramuru
Caboclo Carijó
Caboclo Catumbi
Caboclo Cipó
Caboclo Cobra Coral
Caboclo Coração da Mata
Caboclo Corisco
Caboclo da Mata
Caboclo do Fogo
Caboclo do Oriente
Caboclo do Sol
Caboclo do Vento
Caboclo Estrela
Caboclo Flecha Dourada
Caboclo Flecha Ligeira
Caboclo Flecheiro
Caboclo Gira Mundo
Caboclo Girassol
Caboclo Guaraci
Caboclo Guarani
Caboclo Humaitá
Caboclo Iara
Caboclo Inca
Caboclo Jibóia
Caboclo João da Mata
Caboclo Junco Verde
Caboclo Jurema da Mata
Caboclo Jurema do Mar
Caboclo Juremero
Caboclo Laçador
Caboclo Lage Grande
Caboclo Lírio Verde
Caboclo Lua
Caboclo Marajó
Caboclo Mata Virgem
Caboclo Olho de Lobo
Caboclo Onça-Pintada
Caboclo Oxósse da Mata
Caboclo Pajé
Caboclo Pantera Negra
Caboclo Pedra Branca
Caboclo Pedra Preta
Caboclo Pele Vermelha
Caboclo Pena Azul
Caboclo Pena Branca
Caboclo Pena Branca
Caboclo Pena Branca Cacique
Caboclo Pena Dourada
Caboclo Pena Preta
Caboclo Pena Roxa
Caboclo Pena Verde
Caboclo Pena Vermelha
Caboclo Peri
Caboclo Poti
Caboclo Quebra Demanda
Caboclo Quebra Galho
Caboclo Rei da Mata
Caboclo Rompe Folha
Caboclo Rompe Mato
Caboclo Roxo
Caboclo Serra Negra
Caboclo Sete Cachoeiras
Caboclo Sete Cobras
Caboclo Sete Demandas
Caboclo Sete Encruzilhadas
Caboclo Sete Estrelas
Caboclo Sete Flechas
Caboclo Sete Folhas Verdes
Caboclo Sete Montanhas
Caboclo Sete Pedreiras
Caboclo Sultão da Mata
Caboclo Tapindaré
Caboclo Tibiriçá
Caboclo Tira Teima
Caboclo Treme Terra
Caboclo Tupã
Caboclo Tupi
Caboclo Tupi Guarani
Caboclo Tupinambá
Caboclo Tupiniquim
Caboclo Ubirajara Flecheiro
Caboclo Ubirajara Peito de Aço
Caboclo Ubiratan
Caboclo Umuarama
Caboclo Urubatan
Caboclo Vence Tudo
Caboclo Ventania
Caboclo Vigia das Matas
Caboclo Vira Mundo
Cacique Samambaia
Caboclo Capitão Da Mata

FONTE:
http://www.umbandaquerida.com.br/

.
.
OBS.:
A imagem inserida pertence ao meu álbum (retirada da net).


NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

295 - MENSAGEM da MESTRA ASCENSA "ROWENA"

MENSAGENS DA MESTRA ROWENA

04 - A VIDA NÃO TEM FIM

Todos os vossos desejos e esperanças estão subordinados ao grande desenrolar dos acontecimentos, na correnteza onde todas as emanações estão unidas, desde o começo de sua individualização. Destes grandes acontecimentos não é possível qualquer fuga. E tudo o que entrar em vossa vida (também o que vós chamais de dificuldades e provações do destino) faz parte da mesma sequência. Contudo, a vida e a morte não têm relação com tudo isto, pois a vida não tem fim. Quando, em um determinado dia, o corpo físico precisa ser rejeitado, isto é um sinal de que este corpo não serve mais à alma em desenvolvimento; ela necessita de nova forma de existência, para poder continuar sua jornada e, outra vez, em novo corpo, colher maior número de experiências em seu caminho que leva à grande meta, ao seu objetivo em realizar o Plano Divino que está previsto.

Aquilo que, nesse meio tempo, aprendestes, deveria ter-vos conduzido à compreensão de que: " O largar um invólucro físico" deve ser considerado uma graça Divina, porque a alma está desejosa de continuar sua evolução.

Esclarecei isto e deixai de considerar a morte como fenômeno que ainda vos causa dor. Oh! amigos, os vossos antepassados tinham mais conhecimento sobre este processo. Por exemplo, eles não interpretavam este acontecimento com tristeza. Para homenagear a passagem de um ente querido - metamorfose, ou o desencasulamento da alma - todos os presentes trajavam roupas de cor branca. Um pouco desta mentalidade também deveis manifestar em vossos ambientes sem, contudo, fazer alarde ou comentário. Assim, pouco a pouco, manifestar-se-á sobre a Terra um conhecimento mais profundo das várias facetas da vida.

A poderosa Chama da Liberdade governa, momentaneamente, os acontecimentos da Terra; portanto, mantende-vos unidos a esta força que atua de forma estimulante e reanimadora e deixai-a penetrar em vossos corpos inferiores. Toda ignorância é imperfeição; toda preocupação ou aflição devem declinar ou cair. Transformai a vossa tristeza em alegria.

Bênçãos e amor do coração de vossa Irmã na Luz vos envolvem.


.
.
OBS.:
A imagem inserida pertence ao meu álbum (retirada da net).
NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS
Taróloga e Terapeuta Holística

294 - REVEILLON 2010/2011 - Praia de COPACABANA - Rio de Janeiro / BRASIL

293 - SANTOS do MES de JANEIRO


SANTOS do MES de JANEIRO


01 - Maria, Martinha, Odilão 02 - Argeu, Basílio Magno, Gregório Nazianzeno 03 - Antero, Cirino, Florêncio, Genoveva 04 - Ângela de Foligno, Caio, Hermes 05 - Emiliana, Eduardo, Gerlach, João Nepomuceno Neumann, Tarsila, Simeão Estilita 06 - André Corsino, Baltazar, Gaspar, Melchior, Nilo, Nilamão 07 - Luciano, Raimundo de Peñafort, Teodoro 08 - Antonio de Categeró, Apolinário de Hierápolis, Severino, Teófilo 09 - Adriano, Marciana, Félix, Vidal 10 - Aldo, Gregório X, Nicanor, Tecla 11 - Honorata, Sálvio, Teodósio 12 - Bento Biscop, Bernardo de Corleone, Modesto, Taciana 13 - Hilário de Poitiers, Leôncio, Verônica 14 - Dácio, Ida, Odorico de Pordenone, Verônica de Binasco 15 - Amaro ou Mauro, João Calibita, Isidoro de Alexandria, Miquéias 16 - Berardo, Marcelo, Priscila 17 - Antão ou Antônio Abade, Leonila, Mariano 18 - Amâncio, Liberato, Prisca, Bv. Regina Prottmann 19 - Ábaco, Audifax, Canuto, Júlio, Mário, Marta 20 - Fabiano, Mauro de Casena, Sebastão 21 - Epifânio, Frutuoso, Inês 22 - Anastácio, Gaudêncio, Vicente da Espanha, Vicente Palotti, Victor 23 - Áquila, Ildefonso, Severiano 24 - Felciano, Francisco de Sales, Urbano 25 - Apolo, Juventino, Paulo Apóstolo ou Paulo de Tarso 26 - Paula, Timóteo, Tito 27 - Angela de Mérici, Julião, Mauro de Gália 28 - Leônidas, Pedro Nolasco, Tomás de Aquino 29 - Aquilino, Bambina, Constâncio, Gildas (o sábio) 30 - Barsimeu, Jacinta Mariscotti, Savina 31 - João Bosco (ou Dom Bosco), Luísa Albertoni, Marcela OBSERVAÇÕES: Dia Primeiro: Consagrado à VIRGEM MARIA Ela era de carne e osso e tinha receios e angústias como qualquer um de nós. Sua fé, porém, era o grande diferencial que a tornou apta para gestar o filho de Deus. Neste dia, especialmente, é uma santa oportunidade de refletirmos sobre nossa própria santidade, a partir do exemplo daquela que, escolhida por Deus, carregou o Cristo em seu ventre materno. Dia 2: Nossa Senhora dos Navegantes. Dia 6: Dia dos Santos Reis. Dia 20: Grande dia da festa do padroeiro S. Sebastião, da cidade de Parelhas, RN Dia 25: Conversão de São Paulo. FONTE: http://www.dec.ufcg.edu.com.br/ . . OBS.: A imagem inserida pertence ao meu álbum (retirada da net).


NAMASTÊ!

CEIÇA DA HUMANIDADE & ANJOS

Taróloga e Terapeuta Holística

sábado, 1 de janeiro de 2011

292 - HORÓSCOPO "TAROLÓGICO" p/JANEIRO/11


HORÓSCOPO "TAROLÓGICO" p/JANEIRO/2011


Esclarecendo:
As características expostas aqui
pertecem ao Tarô e não aos Orixás.



ÁRIES (PUNHAL) 21/03 à 20/04 -

Arcano nº 9 - O EREMITA - Orixá:

OMOLÚ
O Arcano sugere que faça uma auto-

análise e veja se não está na hora de
retomar aquele projeto abandonado,
não tendo mais como adiar sua concre-
tização. Repense seriamente nisto pa-
ra não acumular mais Karmas.

TOURO (COROA) 21/04 à 20/05 -
Arcano nº 16 - A TORRE - Orixá:

TEMPO
Não se sinta culpado(a), muito menos
castigado(a) pelo destino. Se você foi
humilhado(a), não deixe que este cons-
trangimento te mantenha no chão. É
hora de reerguer-se, dê a volta por ci-
ma e levante a cabeça.

GÊMEOS (CANDEIAS) 21/05 à 20/06 -
Arcano nº 8 - A JUSTIÇA - Orixá:

OBÁ + a proteção do Arcanjo MIGUEL
Este mes esteja voltado a procurar apo-

io de coisas referentes a lei, mesmo que
seja para uma simples orientação. Se o
caso for de juizado de pequenas cau -
sas,
aja rápido, não perca tempo.

CÂNCER (RODA) 21/06 à 21/07 -
Arcano nº 4 - O IMPERADOR - Orixá:

XANGÔ
Neste período você estará irritadiço(a),

como diz o ditado com a tolerância "ze-
ro".
Para os homens deste signo o po-
der de
conquista fortalecido se apresen-
tará,
mas saiba fazer uso dele.

LEÃO (ESTRELA) 22/07 à 22/08 -
Arcano nº 18 - A LUA - Orixá:

EWÁ
A probabilidade este mes é que descu-
bra coisas que até o momento ainda se
encontravam ocultas. Saiba fazer uso
da intuição que sua espiritualidade te
presentará com mais intensidade. Pa-
rabéns para ti.



VIRGEM (SINO) 23/08 à 22/09 -
Arcano nº 17 - A ESTRELA - Orixá:

OXUM
Estes 30 dias será propício para quem
trabalha com escrita, mas precisamen-

te indicado cara os poetas, esta apti-
dão estará bem favorecida. Para quem
trabalha com oráculos a intuição virá
bastante iluminada.

LIBRA (MOEDA) 23/09 à 22/10 -
Arcano nº 1 - O MAGO - Orixá:

OSSAIN
Inicie com criatividade o trabalho que
lhe for incumbido e com o avanço pro-

fissional através da força de vontade,
você poderá chegar a liderar algum
grupo, posteriormente.

ESCORPIÃO (ADAGA) 23/10 à 21/11 -
Arcano nº 14 - A TEMPERANÇA - Orixá:
OXUMARÊ + a proteção do Arc. RAFAEL
Por causa da sua impaciência desorde-

nada neste mes poderá se não se con-
trolar em certas situações, atingir ne -

gativamente sua relação afetiva, que
costuma começar pela família.

SAGITÁRIO (MACHADO) 22/11 à 21/12 -
Arcano nº 2 - A PAPISA - Orixá:

NANÃ
Agora é hora de parar e analisar tudo
fria e minuciosamente ao seu redor.

Tenha paciência com as coisas que te
desequilibram, espere a hora certa e
seja astuta como a Papisa.

CAPRICÓRNIO (FERRADURA) 22/12 à 20/01 -
Arcano nº 21 - O MUNDO - Orixá:

CABOCLOS
Prepare-se para os aborrecimentos,

as contrariedades estão compromis -

sa das com o seu caminhar. O Arcano
atuando negativamente neste período
indica forte desorganização e adiamen-
tos gerais.

AQUÁRIO (TAÇA) 21/01 À 19/02 -
Arcano nº 7 - O CARRO - Orixá:

OGUM
Com o CARRO conduzindo seus cami-

nhos a direção só pode estar controla-
da em direções diversas, saiba tirar
proveito das situações que só conquis-
ta e vence. Lidere os esforços progres-
sivamente.

PEIXES (CAPELA) 20/02 à 20/03 -
Arcano nº 22 - O LOUCO - Orixá:

ZÉ PILINTRA
O momento é de libertação, a fase ru-

im já passou e os descontentamentos
também, agora só resta despreocupar.
Se achar que tem uma sacola pendura-
da em suas costas como o LOUCO, sol-

te-a n o chão e siga. Saia e divirta-se.

BOA SORTE E FELIZ ANO NOVO A TODOS




FONTE:
CEIÇA DA HUMANIDADE
.

.
OBS.:
O visitante e/ou seguidor que quiser postar

/publicar meu texto está autorizado desde
que me passe o crédito (mencionar minha
autoria).
(Método criado por mim e registrado).




NAMASTÊ!
CEIÇA DA HUMANIDADE E ANJOS
Taróloga e Terapeuta holística


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...